Somos o 9.º A da Escola EBI c/JI Cidade de Castelo Branco. Neste blog, publicaremos os nossos trabalhos realizados no âmbito da disciplina de Área de Projecto.

25
Nov 09

     No início de cada ano, D.Carlos I, Rei de Portugal, partia com toda a sua família, para Vila Viçosa, morada ancestral dos Bragança e o seu palácio preferido. Aí reuniu pela última vez os seus amigos íntimos, desenvolvendo as suas célebres caçadas. Entretanto, a situação política complicava-se em Lisboa, instalando-se uma revolta, finalizada em 28 de Janeiro. João Franco preparou uma lei prevendo o degredo para as colónias asiáticas dos revoltosos republicanos. O Rei assinou o decreto ainda em Vila Viçosa e consta que terá dito: “Acabei de assinar a minha sentença de morte”.

    A 1 de Fevereiro de 1908, a família real regressou a Lisboa. Durante o caminho, o comboio sofreu um pequeno descarrilamento. A comitiva régia chegou ao Barreiro, tendo aí embarcado num barco a vapor com destino ao Terreiro do Paço, em Lisboa.Esperavam-nos o Governo e vários dignatários da Corte. Após os cumprimentos, a família real subiu para uma carruagem aberta em direcção ao Palácio das Necessidades.A carruagem atravessou o Terreiro do Paço, onde foi atingida por disparos vindos da multidão que se juntara para saudar o rei. D.Carlos I morreu de imediato, o herdeiro D. Luís Filipe foi ferido mortalmente e o infante D.Manuel foi ferido num braço. Os assassinos foram mortos no local, por membros da guarda real e reconhecidos posteriormente como membros do movimento republicano. A sua morte indignou toda a Europa.

 

                 

 

D. Carlos e o Príncipe D. Luís Filipe já mortos

 e a Rainha a tentar defender a família,

batendo com um ramo de flores num dos regicidas.
Terreiro do Paço - 1908
  
Inês Silva
publicado por conta-mehistorias às 18:20

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

23
24
26
27
28

29


arquivos
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO