Somos o 9.º A da Escola EBI c/JI Cidade de Castelo Branco. Neste blog, publicaremos os nossos trabalhos realizados no âmbito da disciplina de Área de Projecto.

17
Mai 10

O meu tio Valentim Antunes foi para a guerra, com 22 anos, em Julho de 1966 e veio de lá, em Dezembro de 1969, com 25 anos.

Enquanto esteve na guerra, pertenceu à Companhia 1714, ao 1.º Pelotão e era Atirador de Infantaria.

Foram de barco para Moçambique e o barco chamava-se Niassa.Demoraram 18 dias. Faziam intervenções de mês e meio e depois descansavam outro mês e meio.

Numa das operações, foram atacados por guerrilheiros e um dos ataques que sofreram foi por um canhão sem recuo. O meu tio ficou ferido com um estilhaço nas costas e foi evacuado para o hospital de Mueda (Base principal da zona no distrito de Cabo Delgado). Esteve lá 15 dias e regressou para a Companhia, que já se encontrava em Ponta Mahone, onde estiveram cerca de 3 meses. Daí regressaram à Metrópole, no Príncipe Perfeito, e também demoraram 18 dias tal como na ida.

Na Companhia dele faziam-se patrulhas a pé, dias e noites seguidas levando rações de combate, que eram constituídas por: um sumo, latas de conserva e bolachas. Essas patrulhas eram muito desgastantes, porque, por vezes, ocorriam trocas de tiros.

 

O meu tio fardado.

 

Aqui pode-se ler:: Bem vindos a Mueda =Terra da Guerra= Aqui trabalha-se!...Luta-se e Morre-se!

 

Numa das patrulhas.

 

 

Pedro Lourenço

publicado por conta-mehistorias às 18:42

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

19
22

25
26
28



arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO