Somos o 9.º A da Escola EBI c/JI Cidade de Castelo Branco. Neste blog, publicaremos os nossos trabalhos realizados no âmbito da disciplina de Área de Projecto.

23
Mai 10

A minha avó tinha 30 anos e morava em Castelo Branco, quando se deu a “Revolução dos Cravos”.

Diz que eram por volta de 6 horas da manhã, quando ouviu, na telefonia, que os generais e as tropas tinham cercado a casa onde estava Marcelo Caetano e o tinha prendido.

Muitos soldados foram a casa onde se encontravam os papéis da PIDE e do governo e mandaram tudo pelas janelas fora. Prenderam também muita gente que pertencia à PIDE.

No meio dos soldados, apareceu uma mulher com cravos e colocou um cravo na ponta da espingarda de cada soldado.

Diz também que os políticos, como Mário Soares, Álvaro Cunhal, entre outros que estavam refugiados no estrangeiro, porque tinham fugido ao governo, voltaram a Portugal, nos meses seguintes.

Ainda acrescenta que as canções que eram contra ao governo foram cantadas nesse dia, como a “Grândola Vila Morena”.

E diz que foi nesse dia que se passou a ter “liberdade de expressão”.

 

 

Jéssica Caroça

publicado por conta-mehistorias às 14:42

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

19
22

25
26
28



arquivos
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO